(des)necessitados

A performance aconteceu no 29 de novembro no Largo do Machado e consistiu em coletar, reunir e doar objetos (livros, roupas, CDs, utensílios domésticos, entre outros) que não foram utilizados há mais de três meses por moradores do bairro e os próprios performers. No dia da performance, estes objetos foram reunidos pelos performers em cima de uma grande toalha vermelha. Os transeuntes podiam levar os objetos gratuitamente, com a condição de prestar um depoimento diante da câmera, respondendo à pergunta: “Por que você precisa realmente deste objeto?”. Os depoimentos foram, em seguida, editados, gerando um vídeo que aborda a questão do consumismo. Além dos objetos, performers-objetos ficavam disponíveis ao lado dos objetos para oferecer atenção, carinho, música, massagem e conselhos, respondendo às necessidades reais e inventadas dos transeuntes. A performance coloca o heroismo como algo simples, longe do discurso da indústria sobre o super-herói, e que, por isso mesmo, pode revelar a formatação inerente a este tipo de discurso, gerado por uma sociedade que precisa justificar-se a cada instante das aberrações sociais e ecológicas que ela comete para poder continuar a se sustentar.

(des)necessitados


About the Author



Back to Top ↑